segunda-feira, 2 de maio de 2016

Arroz de Forno a la Vovó Eda

Confesso que nunca fui muito fã das sardinhas... Até que, em 2013, fomos passar a lua-de-mel em Portugal.

Demos chance a esse pequeno (e forte) peixe e ele nos conquistou.

Em Portugal, é comum preparar as sardinhas em uma espécie de churrasqueira, na brasa.

Sardinhas do pequeno e tradional restaurante Cova Funda.
Além disso, há lojas especializadas em vender sardinhas enlatadas com vários temperos. São bem melhores que as conservas produzidas no Brasil. Duas lojas legais em Lisboa são Conserveira de Lisboa e Loja Portugueza.

Voltando ao Brasil, resolvi testar uma receita de arroz de forno de minha avó Eda com as sardinhas enlatadas trazidas de Portugal. Minha avó faz esse arroz desde que eu era pequena e era uma das poucas ocasiões em que eu comia sardinha.

Resultado: virou prato quase semanal nas jantas de casa! Já consegui encontrar algumas latas de boas sardinhas portuguesas no Brasil e volta e meia tenho a sorte de ganhar alguma latinha de presente de amigos caridosos que passeiam por Portugal. Também é possível fazer a própria conserva em casa. Qualquer dia, posto a receita aqui.

A receita deste arroz de forno também é ótima para aproveitar aquele resto de arroz cozido da geladeira ou o molho de tomate que sobrou da macarronada do fim de semana.





A quantidade da receita serve 2 pessoas.


INGREDIENTES:

- 1 xícara de arroz branco cozido
- 1 lata de sardinha (com ou sem pele - de preferência, portuguesa)
- 1 colher de sopa de azeite
- ¾ de xícara de molho de tomate caseiro
- salsinha a gosto

- milho refogado e/ou ervilha fresca (opcional)
- 1 pimenta dedo-de-moça (opcional)



MODO DE FAZER:

Aquecer o molho de tomate até ferver. 

Nesse momento, caso deseje o molho um pouco picante, adicionar a pimenta picada. Em seguida, acrescentar as sardinhas desfiadas (pode ser com a ajuda de um garfo) em pedaços médios, deixando ferver por 1 minuto para distribuir o sabor, mexendo delicadamente para não grudar na panela nem quebrar demais a sardinha. Adicionar salsinha picada a gosto e desligar.



Escolher um recipiente para montar o arroz. Eu prefiro os de vidro que vão ao forno. 



Em seguida, montar o arroz em camadas. Comece com um fio de azeite no fundo, uma fina camada do molho de tomate com sardinha, uma camada de arroz, uma camada de molho, uma de arroz e finalizar com uma de molho. Nas camadas de molho, opcionalmente, espalhar 1 colher de sopa de milho refogado e/ou ervilha fresca congelada.




Fazer a quantidade de camadas a gosto. Gosto de 2 camadas mais grossas de arroz e 3 de molho. Faço camadas de arroz de mais ou menos 2 cm. A proporção ideal "molho x arroz" varia muito de acordo com o gosto de cada um. Particularmente, não gosto do excesso de molho neste prato.



A receita original da vovó leva queijo parmesão ralado por cima, mas não é essencial. Se optar por usá-lo, compre um queijo de boa qualidade e rale na hora (nada de queijo ralado de pacotinho!). 



Assar em forno pré-aquecido a 200 graus por, aproximadamente, 25 minutos. Uma boa dica, se usar o recipiente de vidro, é observar quando o molho começar a ferver. A partir daí, deixar uns 10 minutos.



Com cuidado, retirar do forno e servir. Como acompanhamento, sempre sirvo uma salada.


Coma com um bom azeite e um bom molho de pimenta!

Bom apetite!!!


DICAS:

a) Usar tomates orgânicos para fazer o molho. Além de menos prejudiciais à saúde, costumam ser menos ácidos.

b) Geralmente, descarto o excesso de óleo da lata de sardinha. Mas quando consigo encontrar a versão com azeite, também acrescento-o ao molho de tomate junto com a sardinha.

c) As ervilhas frescas congeladas são encontradas em pacotinho nas áreas de congelados dos supermercados. É uma das poucas coisas que gosto de comprar congelada.

d) Uma boa opção é montar o arroz com um ou dois dias de antecedência, armazenar na geladeira e assar no dia em que for comê-lo. É prático para um dia mais corrido. Nesse caso, deixar, aproximadamente, 35 minutos no forno para aquecer bem, uma vez que estará mais frio.

2 comentários:

  1. A receita está muito bonita e apetitosa, Maíra. Parabéns e obrigado por compartilhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata, Fabrício! Se experimentar, me conta! =)

      Excluir