quarta-feira, 4 de junho de 2014

Mix de Cogumelos à Provençal

Aqui em casa, adoramos cogumelos. O ideal é que sejam consumidos o mais frescos possível, mas isso nem sempre é possível em Brasília.

Nesta receita, juntei o sjimeji, o shitaki e o cogumelo de paris. Pode ser feito com apenas um tipo ou com outros tipos diferentes.



É rápido e fica uma delícia para se comer com arroz!

O mais gostoso é usar ervas frescas, mas pode ser feito com aquelas ervas de provence secas.

Graças ao meu lindo marido, temos todos os temperos da receita na (pequenina) varanda de casa, além de minhoquinhas famintas por nosso lixo orgânico e um pé de  pimenta dedo-de-moça enfeitando a sala. Aliás, isso é um capítulo à parte que merece uma postagem específica... 

Vamos à receita!

 

INGREDIENTES:

- 1 bandeja (pacote) de shimeji
- 1/2 bandeja (pacote) de shitaki
- 1/2 bandeja (pacote) de cogumelos de paris
- 3 dentes de alho grandes picados ou ralados
- 1 galhinho de tomilho
- 1 punhado de salsa picada
- 1 punhado de cebolinha picada
- 3 colheres de sopa de vinho branco ou sakê
- sal a gosto
- pimenta-do-reino a gosto
- Azeite extra virgem (na verdade, para grelhar, pode-se usar um azeite comum)


MODO DE FAZER:


Separar os "buquês" de shimeji em porções menores. Cortar os shitakis em 3 ou 4 fatias (eu costumo descartar o talo, mas, se cortado, ele pode ser aproveitado). Cortar os cogumelos de paris em 4 partes, como na foto.

Deixar o alho ralado e a cebolinha e a salsinha cortadas.



Untar a frigideira com azeite e deixar aquecer. Quando estiver quente (sem deixar queimar o azeite), acrescentar o alho e os cogumelos de paris. Deixar grelhando até dourar de um lado e depois mexer para dourar outras partes, cuidando para o alho não queimar (ver dica "b").

Em seguida, acrescentar os shitakis, deixando dourar mais um pouco. Depois, acrescentar os shimejis, deixando-os dourar. 


Assim que estiverem todos os cogumelos na frigideira, acrescentar o ramo de tomilho e continuar o processo de cozimento. O ideal é que os cogumelos fiquem meio caramelizados.



Quando os cogumelos estiverem dourados e macios, acrescentar o vinho (ou sakê) e aproximar a borda da frigideira da chama do fogão para flambar (mocinhas, prendam os cabelos!).


Temperar com sal e pimenta-do-reino a gosto. E, por fim, jogar  a salsinha e a cebolinha picadas.



Mexer tudo e pronto!

Só desligar, regar com um fio de um bom azeite e comer...

Bom apetite!!!


DICAS:

a) Evitar lavar os cogumelos, pois eles acabam por absorver água (como esponjas) e depois soltam essa água no refogado. Se estiverem com carinha de sujos, o melhor é passar um papel toalha úmido ou uma escovinha de legumes. A exceção é aquele cogumelo de paris que vem ainda sujo de terra (ou algo parecido) que podem ser enxaguados em água corrente e limpos com a ajuda de um pincel ou escovinha.

b) Pode-se deixar para acrescentar o alho depois que grelhar todos os cogumelos. Assim, evita-se que ele queime e deixe gosto amargo no prato. Para isso, abra um espaço na frigideira, coloque um pouco mais de azeite e jogue o alho. Dê uma mexida apenas no alho para que ele se separe e doureum pouco. Em seguida, misture tudo.

c) Os cogumelos são colocados aos poucos para evitar que soltem água. Quando enchemos uma panela com uma quantidade grande de cogumelos, eles desidratam e não caramelizam. Se a frigideira for bem grande, pode-se colocar todos ao mesmo tempo. O importante é deixar caramelizar um pouco e ir mexendo aos poucos.

d) Gostei desse artigo sobre pratos à provençal.

Quer ver outras receitas com cogumelos?


5 comentários:

  1. Receita de comer com os olhos, parabéns pela receita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Emanuel! Experimente fazer em casa!!! ;-)

      Excluir
  2. putz, sem querer ser chato, já sendo.
    https://translate.google.com.br/#ja/pt/%E3%81%97%E3%81%84%E3%81%9F%E3%81%91
    clica no autofalante do quadro da esquerda.

    desculpe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs Tem um "i" a mais? Cada lugar, está escrito de um jeito...

      Excluir
  3. Adorei a ideia da receita e vou adaptar para fazer a minha aqui, só cuidado com o termo caramelizar, acho que mais apropriado seria dourar mesmo.

    ResponderExcluir