sábado, 12 de janeiro de 2013

Restaurante Guaramare

Em uma dessas quintas-feiras gastronômicas da GNT, fiquei fascinada pelo Episódio Restaurante Em Casa 2 do Diário do Olivier.

No episódio, Olivier Anquier visita a casa-restaurante do macedônio Vicente Bojovski. Em uma espécie de churrasqueira, o proprietário do Restaurante Guaramare faz camarão, peixe e lagosta grelhados... A beleza dos pratos fez com que, na primeira oportunidade, eu visitasse esse "barco", situado perto da praia e às margens de uma lagoa em Guarapari/ES,  durante uma viagem que fiz para Marataízes/ES. 

Fachada do Guaramare (fonte: site oficial do restaurante)

O restaurante só funciona para o jantar e é aconselhável que se faça reserva antes de ir. Quando fui, só conseguimos sentar porque havíamos reservado.

O lugar é bem diferente, pois além de restaurante, funciona como residência e atelier de pintura de Vicente. As pinturas coloridas e envolventes ficam em uma grande sala, além de povoarem alguns cantinhos do salão de jantar.

O cardápio é simples e enxuto, tendo como principais ingredientes o peixe, o camarão e a lagosta.


A elegância fica por conta da qualidade dos produtos oferecidos e pela delicadeza do preparo. Nada de molhos ou condimentos em excesso. A prioridade é realçar o sabor natural desses pescados com algumas ervas e temperos.

O ambiente é arejado e agradável. O único incoveniente foi o cheiro forte de um laguinho ao fundo do salão de jantar, que parecia ser decorrente da ausência prolongada da chuva. Todavia, prontamente nos mudaram para uma mesa super gostosa, debaixo das estrelas e do ladinho da janela da cozinha. 



A janela da cozinha é ótima para darmos uma espiadinha nos preparativos...



Como fomos a última mesa a chegar, nos apressamos para fazer os pedidos. Para quatro pessoas, pedimos um vinho, um prato de Lagosta Grelhada e dois pratos de Misto de Peixe, Camarão e Lagosta.

Ao pedir um prato, a pessoa tem direito a uma salada mista de entrada com torrada e a uma sobremesa.

Os pescados são preparados em uma espécie de churrasqueira grande, levados à mesa em uma paellera e, em seguida, servidos no prato.


A pele do peixe é retirada e o suculento filé do peixe é servido com um molho de alcaparras. 


Para completar, um molhinho de alho por cima de tudo...


Pode-se escolher entre espaguete e arroz à grega como acompanhamento. Não provei a massa, mas o arroz estava bem gostoso.

Lagosta Grelhada
Confesso que eu, que adoro camarão, mal me lembrei da existência dele diante do peixe e da lagosta, que estava grelhada no ponto perfeito. Macia e deliciosa!

Misto de Peixe, Camarão e Lagosta

Como fomos os últimos a chegar, demorou bastante para nossos pratos ficarem prontos, fato que não sei se é comum. A experiência também não é barata, saindo numa média de R$ 180,00 por pessoa.

No fim, colocando tudo na balança, considerando ainda a simpatia de Vicente e o bom atendimento, a aventura realmente valeu a pena.

Valeu tanto que abrimos mão de um show do Barão Vermelho para curtir a preguiça de se comer tão bem.

Cada um curte a balada e a aventura que mais gosta...

Experimente!


NOTAS:

- Sempre que viajo, procuro postar alguma experiência gastronômica do local, mas vale lembrar que se trata do retrato daquele momento, pondendo haver variações em outras visitas.

- Agradecimento especial aos companheiros de jantar por terem me tornado possível esse momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário