sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Bolinho de Estudante

Ainda não resolvi o problema do blog, mas a cozinha não pode parar...

Eu adoro tapioca!

Inclusive já postei uma receita de tapioquinha feita com a goma (clique aqui).

Hoje postarei uma receita que me traz excelentes recordações: o Bolinho de Estudante.

Quem quiser viver uma experiência deliciosa, vá a Morro de São Paulo (uma ilha na Bahia) e assista a um lindo pôr-do-sol na varanda da Pousada Passárgada. Além de uma enorme variedade de sucos, eles vendem vários lanchinhos gostosos, entre eles, um bolinho de estudante bem quentinho. Delicioso!

Aqui eu postarei a minha versão caseira. Ele é feito com a tapioca granulada comprada em qualquer supermercado.




INGREDIENTES

200 ml de água morna
300 ml leite de coco caseiro
100g de coco ralado seco ou 120g do fresco
250g de tapioca granulada
100g de açúcar mascavo
1 colher (chá) de sal
Açúcar demerara ou mascavo (melhor que seja pulverizado) com canela
Óleo para fritar


MODO DE FAZER

Misturar a tapioca, o leite de coco, o coco ralado e o sal.



Esquentar a água até começar a ferver e jogar sobre a mistura de tapioca. Deixar de 10 a 16 minutos hidratando.


Despois de hidratar, acrescentar os 100g de açúcar mascavo e misturar bem com uma colher de pau até ficar uma mistura homogênea.


Fazer bolinhos como os da foto.



Fritar os bolinhos em óleo quente (aproximadamente 190º C). Se o óleo estiver muito frio, o bolinho pode ficar  oleoso. Se estiver muito quente, pode queimar por fora sem esquentar por dentro. Deixar mais ou menos dourado, de acordo com o gosto de cada um.



Quando retirar do óleo, escorrer bem e colocar sobre o papel toalha para tirar o excesso de óleo. Ainda quente, passar no açúcar com canela e servir!




Excelente para o lanche da tarde!

Bom apetite!


DICAS:

a) Eu gosto do bolinho com um doce suave. Quem gostar mais doce, aumente a quantidade de açúcar para 150 ou 200g de açúcar.
b) Eu uso preferencialmente o leite de coco caseiro. Quando não tem, uso o leite de coco tailandês em lata da marca Chaokoh (tem uma foto no final dessa receita de peixe tailandês) ou o leite de coco da Isola Bio, vendido no Pão de Açúcar.
c) O coco ralado pode ser seco ou fresco. O fresco é sempre mais saboroso, mas os dois ficam bons. Se for usar o seco, acho mais gostoso o que é ralado em fios.
d) Uma opção prática, é bater 500 ml de água morna com 300 g do coco seco descascado até o coco ficar em pedaços menores (mas não muito triturado). Assim, não precisa nem coar, pois já tem o coco ralado e o leite.
e) Se sobrar massa, pode ser guardada até o outro dia na geladeira.
f) Quem preferir não fritar, pode colocar em uma assadeira untada com óleo e assar no forno. Quando tirar estiver pronto, é só polvilhar com açúcar e canela.
g) Também pode ser comido sem assar. Basta colocar em uma travessa e, quando esfriar, cortar em quadrados. Vira um cuscuz de tapioca, mas sem leite. Bom para quem tem intolerância a lactose.
h) Antes de fritar, pode-se passar o bolinho em farinha de biju de tapioca. Fica mais crocante e bonito.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Aviso: Problemas com o blog

Queridos Seguidores,

Estou com problemas com o domínio do blog.

Por isso, por enquanto, ele só pode ser acessado pelo endereço: www.tampopogourmet.blogspot.com.br .

Espero resolover isso logo!

Aguardem novas receitas e treinem as que já foram postadas...

Bom apetite!