domingo, 5 de fevereiro de 2012

Linguine com tomatinhos e alho negro

Finalmente, como prometido, hoje irei postar uma
receita com o misterioso alho negro...

Há um ano, descobri a existência desse tipo de alho e postei aqui. Todavia, há pouco tempo tive a oportunidade de comprá-lo e prová-lo.

Apesar de lembrar o sabor do alho, esta versão, que nada mais é do que o alho comum submetido a um processo de fermentação e maturação, é levemente adocicada e com um toque que lembra o vinagre balsâmico. Não há o acréscimo de produto químico algum.

O proprietário do La Palma, o Rogério, que me deu a dica de experimentá-lo com algum tipo de massa.

Eu, sinceramente, adorei o sabor final. Algo diferente, saboroso e leve. Arrisque-se também!


INGREDIENTES:

350g de linguine de grano duro
1 cebola
200 g de tomate sweetgrape
5 dentes de alho comum ralado (picado ou socado)
Salsinha a gosto
1 cabeça de alho negro
1 pimenta dedo-de-moça (opcional)
Shoyu a gosto
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto
Azeite extravirgem a gosto
Queijo parmesão (opcional)


MODO DE FAZER:

Cortar o alho negro ao meio e retirar os dentes, reservando-os com um pouco de azeite. Quem preferir, pode cortar os dentes em pedaços menores.


Em seguida, cortar a cebola em tiras em meia-lua e deixá-las mergulhadas em azeite com 3 dentes de alho negro. Picar bem a salsinha e cortar os tomatinhos ao meio.


Cozinhar a massa conforme orientação do pacote. Reservar um pouco da água utilizada no cozimento.

Em uma frigideira, refogar a cebola no próprio azeite e no alho comum ralado.


Acrescentar os tomatinhos, pimenta-do-reino a gosto e uma colher de chá de sal.

Assim que o tomate cozinhar (mas não desmanchar demais), juntar a massa cozida e 100 ml da água de seu cozimento. Misturar delicadamente.


Adicionar a salsinha picada e temperar com 3 colheres de sopa de shoyu.


Misturar e provar o sal. Caso ainda falte, acrescentar mais shoyu, com cuidado para não salgar.


Prontinho! Basta desligar o fogo e levar pra mesa imediatamente.

Servir a massa com os pedacinhos de alho negro por cima e, opcionalmente, com parmesão ralado.


 Bom apetite!!!


DICAS:

a) Em Brasília, o alho pode ser encontrado no Empório Albamonte (203 norte) e no La Palma (404 norte e 413 sul). O preço de uma cabeça varia de R$ 9,50 a R$ 15,00. Outro dia, também encontrei no Pão de Açúcar. Em São Paulo, pode ser encontrado nas Lojas Bombay. Outra opção é a loja virtual da Cia de Especiarias Rossi. (informação de fevereiro de 2012)

b) Um fio de um bom azeite de laranja ou tangerina é uma excelente opção para finalizar o prato e dar um gostinho especial.

c) Nessa receita, utilizei o parmesão negro, ralado na hora, para finalizar. Ele pode ser encontrado no Mercado Municipal. Apenas a capa desse queijo é preta. Seu interior é da cor do parmesão comum, mas um pouco menos curado e um pouco mais perfumado.

d) Eu fiz um teste interessante de produção de alho negro caseiro (clique aqui para conferir).

4 comentários:

  1. Faça voce mesmo seu alho negro! Enviamos uma apostila completa e video explicativo de como proceder nas etapas de processamento assim como montar a estufa de envelhecimento.

    Caso não queira produzir seu próprio alho em casa, vendemos ele já pronto a voce!

    Contato. marceloweidner@globo.com ou mwsolucoes@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Menina, que coisa mais linda de ver...salivando aqui.
    Final de semana promete, rs!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Menina, que coisa mais linda de ver...salivando aqui.
    Final de semana promete, rs!

    ResponderExcluir