quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Delícias de Morro de São Paulo

Um lugar onde não se depende de carro, onde a segurança não é a preocupação central e onde o mar é uma grande piscina... Um pedaço de terra cercado por água por todos os lados, mas que proporciona, paradoxalmente, uma grande sensação de liberdade...

Um lugar para todas as tribos... 

Esse paraíso é Morro de São Paulo na Bahia.

Além de tudo, este também é um lugar onde se come muito bem. Postarei aqui algumas dicas gastronômicas da recente viagem que fiz à Ilha.



Nessa viagem, hospedamo-nos em uma Pousada na Segunda Praia, a Club do Balanço, em frente ao mar. Além de Pousada, o local também é um excelente restaurante de comida capixaba. Zélia, a proprietária, cuida pessoalmente e com carinho de todas as coisas. Logo na chegada - após um longo percurso até Morro - pedimos um Bobó de Camarão e uma Moqueca de Camarão para o almoço. Impecáveis! Tão gostoso que no dia seguinte repetimos o restaurante.

Bobó de Camarão

Moqueca de Camarão

Outra dica saborosa é o quiosque do Guido, mas este fica um pouco mais distante, na Praia de Cueira na Ilha de Boipeba. A forma mais divertida de se chegar lá é contratando o Passeio de Volta à Ilha. Todavia, antes de se fazer o passeio, é importante perguntar se haverá a possibilidade de se descer na Praia de Cueira, pois algumas empresas acabam nem oferecendo essa opção ou desencorajando os turistas a optarem por ela.

Até pouco tempo, o local não tinha estrutura alguma. Mesas eram distribuídas sobre a areia e Guido fazia suas lagostas sobre o braseiro. Dessa vez, encontrei uma estrutura de restaurante com cobertura, banheiros e luz. O preço subiu um pouco, mas compensou.

Guidos Resturante

Guido é um simpático pescador que tornou suas lagostas famosas pelo preço razoável e pelo sabor. As lagostas não são grandes, mas vale a pena a visita.

Guido e seu filho preparando as lagostas.

As Lagostas!

Várias opções de receitas de lagostas são oferecidas, mas a minha preferida é a grelhada na casca. Outra delícia feita pela cozinha do Guido é a Moqueca de Polvo com Banana. Surpreendentemente gostosa! Até fiz uma versão em casa. Depois posto aqui no blog!
Moqueca de Polvo com Banana

Voltando para Morro, na Rua Caminho da Praia, o Restaurante Bianco e Nero oferece um cardápio variado, desde pizzas a frutos do mar. Comi um filé de peixe grelhado com alcaparra e champignons que estava muito gostoso.

Já no Bar da Piscina, na Quarta Praia, é possível comer uma das melhores casquinhas de siri da Ilha. Além disso, o Peixe Vermelho inteiro frito é muito bem feito. Um amigo também me falou muito bem da lagosta ao vinho, mas essa ainda não provei.

Em uma bela praia da Ilha, em Garapuá, vila de pescadores, onde se chega de veículo 4x4 ou charrete, também se pode comer Moqueca de Polvo, casquinha de siri e outras delícias do mar. Iracema é uma moça simpática e prendada que cuida da cozinha, administra a barraca e serve os clientes. Em dia de sol, Garapuá é uma das praias mais bonitas da Ilha.

Kiosk da Iracema

A noite de Morro de São Paulo, principalmente em alta temporada, tem charme e algumas opções de agitos noturnos. É comum encontrar várias barracas de caipifrutas espalhadas pela Vila. Todavia, a barraca mais famosa é a do Joe, situada na praça principal. Ele tem várias opções de misturas e as faz como ninguém. Só não toque em suas frutas! O moço fica muito bravo, pois tem a preocupação de lavá-las bem direitinho e de não pegar em dinheiro.

Caipifruta do Joe

Ao fundo da foto do Joe, está o carrinho de pastel do Foomm, um argentino que, junto com sua esposa, há muitos anos fixou residência em Morro e vende seus pastéis na praia de dia e na praça à noite. Em dias cheios, o local junta algumas pessoas fazendo um som ao vivo e animado.

Outro programa imperdível em Morro é o pôr-do-sol. Há vários locais de onde se pode ter uma bela vista desse espetáculo da natureza. A primeira opção é o Forte, recentemente restaurado. A segunda opção é a Toca do Morcego, local agradável com almofadas espalhadas pelo chão, música ao vivo e um bar que serve comidas e bebidas. A última opção, a minha preferida, é a Pousada Passárgada, onde se houve o Bolero de Ravel enquanto o sol vai se escondendo por trás do Continente. O lugar possui ótimas opções de sucos e lanches, com destaque para os pães-de-queijo mineiros e os bolinhos de estudante, feitos com tapioca, coco, açúcar e canela.

Pôr-do-sol visto da Pousada Passárgada
No mais, há várias opções gastronômicas e turísticas a serem aproveitadas nessa bela Ilha.

Bom apetite e Boa viagem!

Um comentário:

  1. Com um pôr-do-sol desses não é a toa que o poeta quer embora para Passárgada... :-)

    ResponderExcluir