sexta-feira, 20 de maio de 2011

Risoto de Cogumelos com Aspargos Frescos

Finalmente!!! Hoje é dia da receita completa do Risoto de Cogumelos com Aspargos Frescos.

Uma opção vegetariana de risoto, onde a proteína animal não faz a menor falta. O único ingrediente de origem animal opcionalmente utilizado é o queijo parmesão.

Essa receita é invenção totalmente minha. Não que alguém já não tenha feito um risoto parecido, mas essa receita, com esses ingredientes e medidas, foi toda criada e testada aqui em casa.

Pode acontecer de tudo, mas é muito legal tentar criar pratos novos!

Espero que gostem...



INGREDIENTES:

2 copos americanos de arroz para risoto (Arbóreo ou Carnaroli)
2 l de caldo de legumes
3 dentes de alho ralados
1 pacote de shimeji
5 shitakis
25g de funghi
5 aspargos frescos
1 cebola
1 talo de alho poró
8 tomates secos
250 ml de vinho branco seco
azeite extra virgem
pimenta do reino
sal
pimenta dedo-de-moça (opcional)
parmesão ralado (opcional)


MODO DE FAZER:

A primeira parte consiste na preparação do recheio do risoto:

Cortar a cebola em meia-luas finas.
Cortar a parte branca do alho poró em rodelas finas.
Lavar o shimeji rapidamente em água corrente e separá-los em tufos menores (vide dica b).

Lavar os shitakis rapidamente em água corrente, tirar os talos e cortá-los em fatias finas.
Cortar o tomate seco em pedaços menores, mas não muito pequenos.
Cortar o arpargo em fatias transversais ou rodelas de aproximadamente 2 cm (vide dica c).



Preparar o funghi de acordo com a última postagem do Tampopo (clique aqui). Após hidratados, cortá-los em pedaços.

Refogar o alho, a cebola e alho poró em 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem. Opcionalmente, adicionar pimenta dedo-de-moça picada. Acrescentar sal e pimeta-do-reino a gosto. Refogar por uns 5 minutos, mexendo sempre.


Acrescentar o shimeji e o shitaki e mexer. Deixar cozinhar até os cogumelos murcharem.



Acrescentar o tomate seco e o funghi cozido. Misturar, corrigir o sal, deixar 1 minuto e desligar.


Tirar o recheio da panela e deixar descansando enquanto prepara o arroz.

Colocar 3 colheres de sopa de azeite e 3 dentes de alho ralados na panela. Acrescentar os 2 copos de arroz e refogar bem (não se lava arroz de risoto). Colocar uma colher de sopa rasa de sal.
Regra básica do preparo do risoto: mexer sempre.

Acrescentar 250 ml de vinho branco seco.

Aos poucos, à medida que for secando, ir acrescentando uma concha de caldo de legumes (clique aqui para ver o modo de preparo). Após os primeiros 20 minutos, acrescentar o aspargo cru picado.

Após aproximadamente 25 minutos, quando o arroz estiver cozido, mas ainda consistente ("al dente", embora eu tenha lido algo falando que esse termo só se aplica a massas), acrescentar o recheio. Mexer por mais uns 3 minutos, acrescentando mais caldo à medida que for ficando mais seco. O risoto fica úmido, nem seco nem muito molhado.

Nessa etapa, corrigir o sal. Caso a opção seja por usar o queijo parmesão, tomar cuidado para não colocar muito sal, pois o queijo já é salgado e será adicionado em seguida.
Se não for acrescentar queijo, o risoto está prontíssimo para ir à mesa!

Do contrário, acrescentar queijo parmesão ralado à gosto mexendo bem até que o queijo derreta e se misture ao risoto. Pronto! É só saborear...


Serve 3-4 pessoas.

Bom apetite!!!


DICAS:

a) O vinho que gosto de usar é o nacional Marcus James (Riesling). Tem um bom custo-benefício e fica saboroso sem ficar enjoativo.

b) Limpar e separar os tufos de shimeji é simples, mas achei bem detalhada a explicação desse site: http://xunapanela.com/shimeji/. Legal para quem não tem intimidade com esses cogumelos.

c) Retirar a parte dura da base do talo do aspargo. A parte dura, se descascada e picada em fatias finas, também pode ser utilizada no risoto. A parte macia não precisa ser descascada, apesar de algumas pessoas o fazerem, como no caso dessa receita que eu achei: http://manualdadonadecasa.com/933-aspargos-com-cogumelos/.

d) Se sobrar risoto, guardar um pouco do caldo para ajudar a requentá-lo na próxima refeição. Basta colocar em uma panela, acrescentar um pouco de caldo e mexer até esquentar bem. Mas não dá para comparar o sabor do risoto feito na hora com o requentado. Por isso, o ideal é a fazer a conta exata para a refeição em que será servido.

e) O caldo que sobrar e os legumes utilizados para fazê-lo podem ser usados para fazer uma sopa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário