quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Arroz de Bacalhau

Como comentei na postagem sobre Saboreando a Infância, Quebrando Paradigmas e Apresentando Novos Sabores, é incrível como os alimentos, além das sensações palatáveis, também podem nos induzir a vários sentimentos. Quem não sente um gostinho de infância quando se depara com alguma comidinha que “minha mãe fazia quando eu era criança”? Ou não sente saudade de um amor quando come o prato predileto daquela pessoa? Ou ainda não se lembra de alguma amiga quando come algo que ela simplesmente o-d-e-i-a?

Os alimentos despertam sentimentos e sensações que vão muito além das papilas gustativas... 

Essa receita de hoje começou tendo gostinho de despedida, mas agora tem sabor de um Natal feliz.

Experimente no Ano Novo e descubra também o seu sabor e o seu sentimento!


INGREDIENTES:

- 1 e ½ copo de arroz comum
- 1 cebola cortada em meia lua
- 5 dentes de alho ralados
- 3 tomates orgânicos
- 1 pimenta dedo-de-moça (opcional)
- Azeite Extra Virgem
- Sal
- Pimenta do reino
- Salsinha
- 350 a 400g de lombo de bacalhau ou bacalhau em lascas
- Vinho Branco


MODO DE FAZER:

Comprar bacalhau dessalgado ou dessalgá-lo com 2 dias de antecedência (vide Dicas).

Ferver água e jogar o bacalhau, deixando-o cozinhar por aproximadamente 2 minutos, apenas para dar um leve cozimento. Reservar a água do bacalhau.

Se o bacalhau usado for lombo, desfiá-lo em lascas não muito pequenas.

Refogar bem o alho e a cebola (e a pimenta picada, opcionalmente) em 5 colheres de sopa de azeite extra virgem. Adicionar o bacalhau. 


Temperar com uma pitada de sal (pouco! - deixar para corrigir o sal mais para o final do preparo) e pimenta do reino.

Acrescentar o tomate picado. De preferência, sem pele (preparando tomates para molhos).



Acrescentar o arroz e 1/2 copo de vinho branco. Misturar.


Cobrir com a água de cozimento do bacalhau.

Após ferver (fogo alto), deixar 10 minutos em fogo baixo e verificar o sal.

Caso necessário, acrescentar mais água. Cozinhar até o arroz ficar cozido, mas não muito mole.


Jogar salsinha bem picada por cima. 


Misturar delicadamente e desligar.


No caso dessa apresentação, o arroz foi servido com brócolis refogado em azeite, alho e shoyu, ovinhos de codorna cozidos e aspargos frescos refogados com mel, sal e pimenta.


Deixar um bom azeite disponível para quem for saborear o prato.

Bom apetite!

FELIZ ANO NOVO!


DICAS:

a) Para dessalgar o bacalhau, utilizar as dicas desse site: Dicas de Bacalhau. O autor indica o tempo necessário para dessalgue para cada tipo de apresentação do bacalhau (posta, posta alta, lascas). O desenho dos relógios indica de quantas em quantas horas deve ser trocada a água na qual o bacalhau fica de molho.

b) Esse prato pode ser feito com outros tipos de arroz. Logo postarei uma versão feita com o Arroz Negro.

c) No momento de refogar a cebola e o tomate, também podem ser acrescentadas rodelas finas de pimentão amarelo ou vermelho.

d) Opcionalmente, esse prato pode ser servido com azeitona preta picadinha e parmesão ralado.

e) Essa receita pode ser feita com sobras de bacalhoada.

Atualizado em 18/01/2016: Quando uso o lombo de bacalhau, após passar na água quente, tenho separado a posta em lascas grandes e grelhado com azeite e alho. Faço o arroz conforme as instruções acima, com exceção do momento de adicionar o bacalhau. Pela qualidade do lombo, tenho deixado para colocar o bacalhau no fim do cozimento do arroz, misturando delicadamente para não quebrar nem o bacalhau nem o arroz. Fica muito saboroso!

4 comentários:

  1. Que prato bonito! Deu até fome... Feliz ano novo! :-)

    ResponderExcluir
  2. Leo, o arroz negro é um tipo de arroz de cor bem escura. Vou postar foto dele semana que vem!

    ResponderExcluir