segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Chapati Integral


O chapati é um tipo de pão rústico típico da culinária indiana, embora também seja encontrado em outras culturas. Em essência, é um pão à base de farinha, óleo, água e sal, havendo algumas variações. 

O filme Comer, Rezar, Amar possui uma cena na Índia em que os chapatis são feitos em uma grelha no meio da rua. Com uma trilha sonora linda, mesmo com um ou outro lugar-comum, o filme é um convite a essas três ações que alimentam o ser humano.

Bom, mas voltando ao que interessa, originalmente, a receita não leva nenhum tipo de fermento. Entretanto, a adição de uma pequena quantidade desse ingrediente agrega leveza e a farinha integral agrega sabor à massa.

A massa é simples e existem várias formas de assá-la. A forma escolhida acaba alterando a textura do chapati e, às vezes, até mesmo o seu sabor. Escolha a de sua preferência!



INGREDIENTES:

2 copos americanos de farinha de trigo branca
2 copos americanos de farinha de trigo integral
1 copo americano e 2 colheres de sopa de água
1/8 de um tablete de fermento biológico fresco (opcional)
4 colheres de sopa de óleo de girassol (ou azeite)
1 colher de chá de sal


MODO DE FAZER:

Misturar os dois tipos de farinha de trigo, peneirando para misturar bem.


Acrescentar o óleo (ou azeite).

Diluir o fermento nas duas colheres de sopa de água e acrescentar à farinha misturada.


Em seguida, acrescentar 1 copo de água e o sal. Amassar bem.


A massa deve ter a consistência parecida ao lóbulo da orelha. Por isso, se necessário, acrescentar mais um pouco de farinha ou água.


Cobrir a massa com um pano úmido e deixar fermentar por aproximadamente 2 horas, até a massa quase dobrar de tamanho. Tomar cuidado para não passar muito do tempo e a massa azedar, principalmente em dias muito quentes.

Para fazer o chapati, fazer uma bola de massa com aproximadamente 8 cm de diâmetro. Polvilhar farinha em uma superfície. Abrir a massa com um rolo de massa até ter a espessura de 1 cm.


Em seguida, assar o chapati em frigideira, preferencialmente de ferro, ou grelha do forno elétrico. Para fazer na figideira, selar a massa dos dois lados em fogo alto. Em seguida, reduzir a chama e assar uns 5 minutos de cada lado para assar bem por dentro. Esse tempo pode variar de acordo com a expessura do chapati.


O chapati deve ser dourado a gosto. No caso da foto a seguir, ele ficou mais torradinho:


Para assar o chapati em forno elétrico (minha forma favorita), pré-aquecê-lo a 200°C. Deixar ligada apenas a grelha inferior do forno. Colocar os discos de massa sofre a grelha.


Quando assado dessa forma, o chapati infla enquanto assa.


 Quando estiverem dourados do lado debaixo, virá-los e deixá-los até que dourem do outro lado também.
 

Servir com patês diversos como entrada ou comer no café-da manhã.


Futuramente, colocarei algumas receitas de pastas que combinam super bem com os chapatis. Aos ansiosos pelo patê de tofu, ele vai chegar!!!

Rendimento da receita: 8 a 10 chapatis.
 

DICAS:

a) O fermento biológico em tablete é encontrado na maioria dos supermercados.
b) O óleo de girassol pode ser substituido pelo óleo de soja comum ou por azeite ou, ainda, por azeite apimentado.
c) Em lugares frios, é recomendável que se dilua o fermento em água morna.
d) A massa não precisa ser usada toda de uma vez. Basta guardá-la na geladeira e ir utilizando-a.
e) Podem ser acrescentados grãos ao chapati no momento de abrir a massa, tais como gergelim, linhaça, entre outros.
e) Achei alguns vídeos e textos interessantes sobre o chapati: Diferença entre Chapati e Naan, Receita com a manteiga indiana, Indian Soft Bread e Making of the Roti Chapati.
f) Uma variação do chapati é o pão Naan. A massa é a mesma, mudando apenas a forma de assar. O Naan é feito em um forno de barro chamado tandoori. Interessantes os vídeos: How to Make Tandoori Naan e Naan Bread in Tandoori Oven.
g) Quem tiver a máquina panificadora, pode colocar os ingredientes dentro da máquina e usar a função amassar.
h) Outras formas de se assar chapati: 

Também já testamos fazê-los na grelha da churrasqueira (já que não comemos carne vermelha, temos que achar alguma utilidade pra churrasqueira de casa).


Outra maneira de se fazer, é esquentar o chapati em uma frigideira (dos dois lados) e depois assá-lo na boca do fogão, como aparece nos vídeos das dicas. Para não torrar tanto, coloquei a grelha do forno sobre a boca do fogão:

Nenhum comentário:

Postar um comentário